Calendário de vacinação São Bernardo do Campo 2020

O Calendário de Vacinação brasileiro foi criado a partir do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

O objetivo desse sistema foi organizar de maneira simples as vacinas que devem ser tomadas em cada idade, o número de doses e quem são os grupos de risco que tem prioridade em receber a imunização.

Este programa é regulamentado pela Portaria Ministerial nº 1.498, de 19 de julho de 2013.

Confira abaixo o Calendário de Vacinação de Santo Bernardo do Campo em 2020.

Como funciona o Calendário de Vacinação?

carteira de vacinação

A maior parte das vacinas do calendário é disponibilizada gratuitamente pelo SUS nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou nos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIES).

Os gestores de cada UBS possuem autonomia para definir estratégias para aumentar o número de pessoas imunizadas durante as campanhas de vacinação, principalmente dos grupos prioritários.

Essas estratégias são criadas de acordo com a reserva do produto e do calendário de campanhas nacionais de vacinação. O Estado é o responsável pela entrega das vacinas aos municípios, sendo 19 vacinas de rotina disponibilizadas para todas as faixas etárias.

Para ser imunizado, o cidadão precisa ir até a UBS de São Bernardo do Campo mais próxima de sua residência e pedir a verificação de sua carteira de vacinas.

A aplicação de vacinas é feita mesmo fora do período de campanha de vacinação. Durante a época de campanhas, é possível receber a dose em postos temporários criados pelo governo, como em escolas e shoppings.

Calendário para as principais vacinas

As vacinas que devem ser tomadas entre o nascimento e os dez anos de idade são: BCG ID, Hepatite B, Rotavírus, Tríplice bacteriana, Poliomielite, Influenza, Tríplice viral, Febre amarela, Varicela, Hepatite A, HPV, Pneumocócica 23 valente, Haemophilus influenza tipo B, Pneumocócicas conjugadas, Meningocócicas conjugadas e Meningocócica B.

Com exceção da vacina contra Poliomielite, todas as outras devem ser reaplicadas em algum período a partir dos 11 anos de idade.

A vacina contra o herpes zoster só deve ser aplicada entre os 50 e 59 anos sob recomendação médica.

A vacina contra a gripe deve ser tomada anualmente, uma vez que o vírus é bastante mutagênico.

Grupos prioritários

vacinação

Os grupos prioritários dependem do tipo da doença que está sendo combatida. Em geral, esses grupos são formados pela parte da população que possuem o sistema imunológico mais sensível, como:

  • Crianças menores de 10 anos,
  • Adultos acima de 60 anos,
  • Mulheres grávidas ou puérperas (45 dias após o parto),
  • Pessoas que trabalham na área da saúde e educação,
  • Indígenas,
  • Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis,
  • Presos,
  • Pessoas que atuam no sistema carcerário.

Para a Poliomielite, o grupo prioritário é composto por crianças entre 1 e 5 anos de idade.

Quem não deve tomar

Pessoas alérgicas a algum componente da vacina ou que manifestaram a doença após a primeira dose não devem ser imunizadas novamente.

A vacina da dengue não deve ser aplicada em crianças menores de 9 anos.

Documentos para levar no dia da vacinação

A carteira de vacinação é o principal documento que deve ser levado no dia da vacinação. É recomendado também estar portando um documento de identidade original com foto.

Caso o cidadão não possua o cartão de vacinação, é possível solicitar um “cartão espelho” na UBS mais próxima.

Casos especiais exigem a apresentação de outros documentos, como:

  • Pessoas portadoras de doenças crônicas ou de outras condições clínicas especiais: devem levar uma prescrição médica com a justificativa para o recebimento da vacina.

A vacina pode também ser feita no posto onde foi feito o cadastro no programa de controle das doenças crônicas do SUS.

  • Mulheres puérperas: precisam levar o comprovante da gestação (e.g. certidão de nascimento do filho, cartão da gestante ou documento do hospital onde o parto foi realizado);
  • Adultos acima de 60 anos: podem levar apenas um documento oficial com foto;
  • Profissionais da área da educação e saúde: podem apresentar somente o crachá ou contracheque.

A imunização é a melhor forma de combater doenças que podem causar danos graves à saúde. Por isso, procure prestar atenção ao Calendário de Vacinação São Bernardo do Campo 2020!

Patrícia Fischer

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content