Campanha de Vacinação Belo Horizonte 2020 → Como tomar, Quem pode e Documentos

O Brasil possui o Programa Nacional de Imunizações (PNI) que é ofertado pelo Ministério da Saúde e disponibilizado no Sistema Único de Saúde (SUS). Esse programa é uma referência internacional e disponibiliza o acesso a vacinas de forma gratuita, seguindo os critérios da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Manter a vacinação em dia é uma forma de prevenir doenças e de se tornar transmissor delas, pois muitas são contagiosas e podem levar a morte. Além disso, elas apresentam alto custo-benefício quando comparados com medicamentos. Assim, o governo realiza campanhas anuais de vacinação que tem por objetivo a atualização da caderneta de vacinas bem como conscientizar a população sobre a importância delas na prevenção de doenças.

Como funciona?

Campanha de Vacinação Belo Horizonte 2020 → Como tomar, Quem pode e Documentos

As vacinas são disponibilizadas pelo SUS nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Os gestores de cada UBS têm autonomia para definir estratégias de vacinação para a população prioritária, de acordo com a reserva do produto e do calendário de campanhas nacionais de vacinação. A entrega das vacinas aos municípios é de responsabilidade do Estado. No total, são disponibilizadas 19 vacinas de rotina para todas as faixas etárias.

Para recebe-las, basta ir até a UBS mais próxima de sua residência e verificar se sua caderneta de vacinas está atualizada, independentemente de estar havendo ou não uma campanha de vacinação em vigência em 2020.

Grupos prioritários

Em geral, os grupos prioritários são as pessoas mais suscetíveis a contrair doenças infecciosas e contagiosas, mas isso varia com o tipo de doença. De forma geral, pessoas a partir dos 60 anos, crianças entre 6 meses e 6 anos de idade, trabalhadores de saúde, professores, gestantes, mulheres no período pós-parto, indígenas, pessoas privadas de liberdade (isto é, indivíduos entre 12 e 21 anos que estão em medidas socioeducativas), funcionários de prisões, e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis (como portadores do HIV) são representantes do grupo prioritário.

Quem não deve tomar?

Cada vacina possui uma restrição. É importante verificar com os médicos e enfermeiros da UBS para saber quem não deve tomar a vacina.

Principais vacinas ofertadas por temporada

A maior parte das vacinas ficam disponíveis nos postos de saúde durante o ano todo. Algumas são aplicadas somente em horários especiais, mas você pode checar essa informação no posto mais próximo da sua casa.

No entanto, algumas doenças são mais contagiosas e costumam se espalhar em determinadas épocas do ano, ou podem surgir focos delas de maneira repentina. É o caso da gripe comum e da gripe H1N1, por exemplo. Nesses casos, o governo cria campanhas de vacinação específicas.

Em 2019, o surto do Sarampo no país motivou uma campanha em Belo Horizonte. As vacinas foram aplicadas nos aeroportos, e nas universidades UFMG e PUC, além dos postos de saúde. O sarampo é uma doença viral e infecciosa que pode ser prevenida através da vacina tríplice viral.

Campanha de Vacinação Belo Horizonte 2020 → Como tomar, Quem pode e Documentos

Entre os meses de abril e maio, ocorre a campanha de vacinação contra a gripe comum. A influenza é uma doença respiratória infecciosa viral, que quando não tratada adequadamente pode levar ao óbito. A transmissão ocorre através do contato com secreções das vias respiratórias, liberadas quando a pessoa contaminada fala, tosse, espirra ou pelo contato com as mãos. O objetivo da campanha é reduzir o número de pessoas com complicações, como internações e óbitos, principalmente das pessoas dos grupos mais susceptíveis.

No mês de agosto, ocorre a campanha de vacinação contra a poliomielite. Essa campanha acontece desde 1983 anualmente. Há mais de duas décadas o Brasil tem erradicado a doença e a campanha tem por objetivo manter a população livre dela.

Documentação

O documento essencial para participar das campanhas de vacinação é o cartão de vacinas, onde constam todas as doses já tomadas e as que precisam ser reaplicadas. Caso a pessoa não tenha esse documento, é possível solicitar o cartão espelho no posto de saúde mais próximo.

Data e locais

As datas e locais das próximas campanhas de vacinação em Belo Horizonte para 2020 ainda não foram lançadas. Porém, pelo aplicativo “Vacinação em Dia” , disponibilizado peloMinistério da Saúde, é possível acompanhar as campanhas sazonais de vacinação. Além disso, permite armazenar suas informações pessoais de vacinas.

Esse sistema disponível para smartphone cria lembretes sobre a data de próxima imunização que você deve receber. Além disso, é possível verificar todas as vacinas disponibilizadas gratuitamente pelo SUS.

Veja também o calendário de vacinação em outras cidades:

Marcela Mazetto

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content