Calendário de vacinação Fortaleza 2020 – Onde e quais tomar

A vacina faz com que o organismo produza anticorpos que defendem o organismo contra os agentes invasores causadores de doenças, como os vírus e as bactérias. Por isso, a vacinação é a melhor maneira de se proteger e também de impedir a transmissão de doenças.

Por conta disso, o governo brasileiro criou o Calendário Nacional de Vacinação e estimula a população a participar das campanhas de imunizações. Confira abaixo mais informações sobre o Calendário de Vacinação de Fortaleza 2020.

Como funciona

O calendário de vacinação apresenta de forma simples e clara as vacinas que são disponibilizadas pelo governo federal e quando as doses devem ser recebidas. No canto direito do calendário consta a forma de aquisição de cada vacinas, ou seja, se é gratuita ou não e o local onde podem ser administradas.

A maior parte das vacinas que constam no calendário é disponibilizada de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ou nos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIES). São responsáveis por determinar quais as estratégias de vacinação os gestores de cada Unidade Básica de Saúde.  As estratégias são criadas acompanhando o calendário de campanhas nacionais e também em função da reserva de produto.

Vacinas ofertadas no calendário

Calendário de vacinaçãoAs seguintes vacinas devem ser administradas em pacientes entre 0 e 10 anos de idade:

  • BCG ID
  • Hepatite B
  • Rotavírus
  • Tríplice bacteriana
  • Poliomielite
  • Influenza
  • Tríplice viral
  • Febre amarela
  • Varícela
  • Hepatite A
  • HPV
  • Pneumocócita 23 valente
  • Haemophilus influenza tipo B
  • Pneumocócitas conjugadas
  • Meningocócitas conjugadas
  • Meningocócita B.

Todas as outras vacinas possuem uma segunda dose que deve ser administrada após os 11 anos de idade, com exceção da vacina contra Poliomielite.

Já a vacina contra o herpes zoster só deve ser aplicada se for a necessidade for detectada pelo médico em pacientes entre os 50 e 59 anos. A vacina contra a gripe deve ser tomada todo o ano, pois o vírus causador da doença sofre mutações constantes.

Algumas mudanças foram feitas no Calendário de Vacinação para 2020. Para o próximo ano, a vacina contra a gripe começará a ser oferecida a partir dos 55 anos de idade. Além disso, crianças com 4 anos de idade receberão uma dose de reforço contra a febre amarela.

Algumas mudanças também foram feitas referentes aos pacientes com doenças especiais. Elas podem ser conferidas pelo link https://sbim.org.br/images/calendarios/calend-sbim-pacientes-especiais.pdf.

Grupos Prioritários

Os grupos prioritários mudam de acordo com a vacina. Mas, em geral, fazem parte:

  • Crianças menores de 10 anos de idade;
  • Idosos;
  • Mulheres grávidas ou puerpérias (45 dias após o parto);
  • Funcionários da área de saúde e educação;
  • Indígenas;
  • Portadores de doenças crônicas não transmissíveis
  • Presos;
  • Pessoas que atuam no sistema carcerário.

O grupo prioritário para receber a vacina contra a Poliomielite é composto por crianças entre 1 e 5 anos de idade.

Quem não deve tomar?

Não devem ser imunizadas pessoas que são alérgicas a algum componente da vacina ou que manifestaram a doença após a primeira dose. A vacina conta a dengue não deve ser aplicada em crianças com menos de 9 anos de idade.

Documentação

No dia da vacinação, é essencial levar a carteira de vacinação. Além disso, recomenda-se levar também um documento de identidade original com foto. Caso não possua a carteira de vacinação, é possível solicitar um “cartão espelho” na UBS mais próxima de sua residência.

Alguns casos podem exigir a apresentação de outros documentos. Confira:

  • Portadores de doenças crônicas ou de condições clínicas especiais devem levar uma prescrição médica onde consta o motivo pelo qual deve ser imunizado. Se o portador já possuir cadastro no programa de controle das doenças crônicas do SUS, a vacina pode ser administrada sem a necessidade da apresentação desse documento;
  • Mulheres no período pós-parto precisam levar um comprovante da gestação;
  • Idosos podem levar apenas um documento oficial com foto;
  • Profissionais da área da educação e saúde podem apresentar somente o crachá ou contracheque.

Datas e locais das vacinações

O cidadão de Fortaleza pode ir até a UBS mais próxima de sua residência para ser imunizado, independentemente de ser um período de campanhas de vacinação ou não.

Rafaela Trevisan Cortes

Rafaela Trevisan Cortes, jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Revoltada por natureza, vê na comunicação uma oportunidade de extravasar a sua paixão por curiosidades, arte e conhecimento.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content