Campanha de Vacinação Porto Alegre 2020 → Como tomar, Quem pode e Documentos

O Brasil ainda é um país cuja população é afetada por várias doenças todos os anos. Por isso, anualmente o Ministério da Saúde, o Sistema Único de Saúde (SUS) e as prefeituras dos municípios realizam uma ampla campanha de vacinação, com o objetivo de imunizar a população.

Se você mora em Porto Alegre, fique atento às datas da Campanha de Vacinação 2020, e não deixe de tomar as vacinas que você necessita. Neste texto daremos mais informações sobre as campanhas de vacinação.

Como funcionam as Campanhas?

As campanhas de vacinação no Brasil são elaboradas pelo Ministério da Saúde em parceria com as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde e de acordo com as necessidades. Além disso, muitos município seguem as orientações do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e do Programa Estadual de Imunizações (PEI), e o SUS (Sistema Único de Saúde) fornece as doses.

Essas campanhas são amplamente divulgadas para o grande público, no sentido de alertar sobre a importância das vacinações e sobre os períodos em que é necessário tomar. A divulgação acontece através de propagandas em programas de tv, rádio, revistas e jornais, bem como nos hospitais e postos de saúde.

Os primeiros a participar da campanha são as pessoas pertencentes aos grupos de riscos. Após o prazo estipulado para a imunização destes grupos, a vacina fica disponível para o restante da população.

Cronograma

A maioria das vacinas está disponível ao longo do ano, enquanto algumas são disponibilizadas durante um período determinado. O cronograma de vacinação para 2020 ainda não foi divulgado. A vacina contra a gripe, por exemplo, costuma iniciar em abril, podendo se estender até julho, de acordo com a demanda. Vale lembrar que a vacina aplicada na rede pública de saúde é gratuita.

Grupos prioritários

Grupos prioritários são grupos de pessoas que precisam tomar as vacinas antes do resto da população, pois estão mais propensos às doenças. De modo geral, esses são os grupos que têm prioritária na maioria das campanhas de vacinação:

 

  • Idosos com 60 anos ou mais;
  • Gestantes;
  • Puérperas;
  • Profissionais que trabalham na área da saúde;
  • Crianças de 6 meses a 6 anos;
  • Mulheres que tiveram filho nos últimos 45 dias;
  • Professores das redes pública e privada;
  • População entre 12 e 21 anos que estejam sob medidas socioeducativas;
  • Cárceres;
  • Profissionais do sistema prisional;
  • Pessoas diagnosticadas com doenças crônicas.
  • Povos indígenas.

Além destes, outros grupos de pessoas podem se tornar prioritários de acordo com a vacina que será aplicada na campanha.

Principais vacinas da campanha de vacinação 2020

Várias vacinas estão disponíveis de forma gratuita para a população ao longo do ano. Grande parte destas vacinas devem ser tomadas ainda na infância.

As campanhas de vacinação 2020 normalmente tem como destaque doenças que são altamente transmissíveis, como a gripe, ou doenças sazonais, como febre amarela e dengue, bem como doenças que quase foram erradicadas e voltaram a ter incidência, como o sarampo. As vacinas que normalmente estão disponíveis são:

  • BCG;
  • Hepatite A
  • Hepatite B;
  • DPT (difteria, tetano e coqueluche);
  • VIP (vacina inativada poliomielite);
  • VOP (vacina oral poliomielite)
  • Pneumocócica 10V;
  • VORH (vacina oral de rota vírus humana);
  • Meningocócica C;
  • Dengue;
  • Febre amarela;
  • Trípicle Viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela);
  • HPV;
  • Dupla Adulto;
  • dTpa;
  • Infuenza.

Documentos necessários

Para tomar as vacinas disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) em Porto Alegre no ano de 2020, basta se dirigir até uma unidade básica de saúde mais próxima de sua residência munido com a carteirinha de vacinação e cartão do SUS, ou qualquer outro documento de identificação.

Quem não deve tomar

De forma geral, apenas um profissional da saúde pode contraindicar uma vacina. Cada vacina têm as suas especificidades, portanto, é sempre bom seguir as orientações antes de tomar. De forma geral, as contraindicações estão ligadas apenas às vacinas que são fabricadas com bactérias ou vírus vivos, além, é claro, de casos em que a pessoa tenha alergia a algum componente da vacina e bebês com menos de 6 meses.

Gilmar Penter

Fotógrafo, ator e comunicador. Gil é apaixonado pelas artes e pela aventura que é a vida. Nas palavras, vê uma chance de mudar o mundo, mesmo que para isso tenha que vir até ele, afinal, passa muito mais tempo no mundo da lua.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content