Calendário de vacinação Ribeirão Preto 2020 – Quando e Quais tomar

O programa anual de vacinação em Ribeirão Preto pretende para o ano de 2020 manter no mínimo em 75% a proporção de vacinas selecionadas do calendário básico. Isso inclui as vacinas para crianças menores de dois anos de idade, que são as de Pentavalente (3ª dose), Pneumocócica 10valente (2ª dose), Poliomielite (3ª dose) e Tríplice viral (1ª dose).

Outra meta da campanha de vacinação para 2020 em Ribeirão é atingir a cobertura vacinal de dTpa (vacina tríplice bacteriana acelular do adulto) em gestantes de no mínimo 90% e também imunizar 90% da população idosa para a influenza. A seguir, acompanhe como ocorrerá a Campanha de Vacinação Ribeirão Preto em 2020.

Vacinação em Ribeirão Preto

Calendário de vacinaçãoAs vacinas são oferecidas de acordo com a faixa etária de cada pessoa. Cada dose tomada deve ser preenchida na carteirinha de vacinação.

Todos os indivíduos que necessitam de atualização em sua carteirinha podem se encaminhar até um posto de saúde e verificar quais são as vacinas disponíveis.

Lembre-se: a vacinação é de tamanha importância pois evita que doenças já erradicadas voltem ao país. Poliomielite, sarampo, rubéola, tétano e coqueluche eram bem comuns no passado e atualmente não possuem tantos casos devido a massiva campanha de vacinação.

Em 2019, foram confirmados 77 casos de sarampo, 14.189 casos de dengue, 5 casos de Chikunguny e nenhum caso de febre amarela. Ainda houveram infelizmente 3 óbitos causados pela dengue.

Mudanças no Calendário de Vacinação em 2020

Segundo o Ministério de Saúde, o Calendário Nacional de Vacinação terá mudanças em 2020. Essas alterações no calendário ocorrem gradualmente à medida que que uma nova vacina é registrada e incorporada ao Programa Nacional de Vacinação. As mudanças que serão introduzidas irão afetar apenas as vacinas da gripe (influenza) e da febre amarela, onde terá a ampliação do público que irá recebe-las.

A vacina de Influenza irá agora também incluir a faixa etária de 55 anos a 59 anos. Já sobre a febra amarela, existem duas mudanças: recomendação do reforço da vacina de febre amarela aos 4 anos de idade e a inclusão de toda a região do Nordeste como área de recomendação. Isso fará com que o Brasil tenha um calendário unificado com relação a febre amarela.

 Calendário de Vacinação

Segundo o portal do Governo Brasileiro, o Calendário Básico de Vacinação contempla não só as crianças, mas também adolescentes, adultos, idosos, gestantes e povos indígenas. O Programa Nacional de Imunização (PNI) disponibiliza ao todo 19 vacinas para mais de 20 doenças.

As vacinas são tomadas por praticamente toda a vida. Para saber quais são as vacinas que você deve tomar de acordo com a sua faixa etária, acompanhe o calendário de vacinação para 2020 disponibilizado pela Sociedade Brasileira de Imunizações clicando aqui.

Você também pode visualizar o calendário de vacinação no formato disponibilizado pelo Ministério da Saúde do Governo Federal clicando aqui.

vacinas 2020

Quem não deve tomar

Alguns tipos de vacinas não necessitam ser tomadas por todos os indivíduos: algumas possuem contraindicações e outras são indicadas apenas para pessoas em situação de risco.

A vacina da dengue é contraindicada para crianças abaixo de 6 anos e idosos acima de 60 anos.

A vacina do Rotavírus também é contraindicada acima dos 8 meses de idade, isto é, apenas recém-nascidos com até 7 meses de idade podem tomar essa vacina.

Para acompanhar as vacinas que devem ser tomadas de acordo com a faixa etária e verificar a disponibilidade gratuita na rede pública, acesse o Calendário Vacinal da Sociedade Brasileira de Imunizações.

Requisitos básicos

Todas as pessoas podem ter acesso as vacinações na rede pública de saúde, isto é, não existe nenhum requisito básico. Apenas as vacinas de Pneumocócica 23 valente, Herpes zóste e Dengue estão disponíveis apenas em clínicas privadas.

Documentos para levar no dia

DocumentosTodos podem se vacinar gratuitamente nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Para isso, basta comparecer a um posto de saúde com o cartão de vacinação em mãos.

Caso você tenha perdido o seu cartão de vacinação, procure o posto de saúde onde recebeu as vacinas para resgatar o histórico de vacinação e fazer a segunda via. Porém, é importante lembrar que a ausência da Caderneta de Vacinação não é um impeditivo para se vacinar. A pessoa que comparecer ao posto sem a caderneta irá receber um registro de controle da vacinação (cartão) e poderá realizar a atualização da caderneta mais tarde.

Lembre-se que a Caderneta de Vacinação deve ser guardada com os demais documentos pessoais, pois prova a situação vacinal de cada um.

Datas e locais

Os postos de saúde disponíveis em Ribeirão Preto e os telefones de cada local estão no site da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto.

Rafaela Trevisan Cortes

Rafaela Trevisan Cortes, jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Revoltada por natureza, vê na comunicação uma oportunidade de extravasar a sua paixão por curiosidades, arte e conhecimento.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content