Vacina da Gripe Rio de Janeiro 2020 → Como tomar, Quem pode e Documentos

A gripe é uma doença infecciosa que atinge o sistema respiratório causada pelo vírus influenza e que é altamente contagiosa para todas as pessoas que ficam próximas do doente.

Caracterizada pelos espirros, dores no corpo e na cabeça, calafrios, cansaço excessivo e tosse constante, a gripe possui uma vacina própria para prevenir o aparecimento de casos mais graves e até evitar que você fique doente.

Quer informações sobre a vacina da gripe na cidade do Rio de Janeiro? Veja como vai ser a campanha em 2020!

Como funciona a vacina da gripe?

A vacina da gripe é disponibiliza todos os anos de forma gratuita pelo Ministério da Saúde e tende a proteger contra os três subtipos do vírus da gripe que mais possuem circulação no Hemisfério Sul, conforme as determinações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Vacina da Gripe RJ 2020

Quem pode tomar

Anualmente, portanto, há a campanha que visa incentivar a vacinação de pelo menos 90% de cada um dos grupos prioritários, que são:

  • Crianças entre 6 meses a menores de 6 anos,
  • Funcionários do sistema prisional,
  • Gestantes,
  • Idosos (mais de 60 anos),
  • Indígenas,
  • Pessoas com doenças crônicas e outras condições específicas,
  • População privada de liberdade,
  • Professores,
  • Puérperas,
  • Trabalhadores de saúde.

Dentro do período da campanha, o foco inicial da vacina da gripe são tais grupos de risco, entretanto após atingir a meta – ou depois de um determinado período de campanha – as doses restantes da vacina da gripe são liberadas para toda a população.

Não faço parte dos grupos prioritários, e agora?

As doses da vacina da gripe disponibilizadas pelo Ministério da Saúde são voltadas, primeiramente para os grupos de risco. Caso você não queira aguardar o período da campanha para as doses restantes, é possível encontrar a aplicação da vacina da gripe em rede privada.

É claro que a vacina da gripe nesses casos não será gratuita – o custo pode variar bastante de um lugar para o outro, entre R$ 100,00 até R$ 200,00 (ou até mais). Isso acontece porque a vacina da gripe oferecida por essas redes privadas é chamada de quadrivalente, ou seja, ela protege não apenas de 3 tipos de vírus influenza como a versão da vacina em rede pública, mas sim contra os 4 tipos de vírus existentes.

Já a vacina comum age contra alguns tipos específicos (como comentado, são aqueles mais frequentes no Hemisfério Sul).

Contraindicações da vacina da gripe

A vacina da gripe não possui contraindicações e sua aplicação inclui qualquer pessoa maior de 6 meses de idade.

Entretanto, é fundamental que se você possui alguma alergia específica ou mesmo já tenha sofrido uma reação com a vacina em outras campanhas, fale com o seu médico para lhe dar as devidas orientações!

Recentemente, pessoas que possuem alergia a ovo foram liberadas para tomar a vacina da gripe, desde que a aplicação seja feita em local adequado e preparado.

De todo modo, crianças menores de 6 meses estão contraindicadas a tomar a vacina da gripe – e isso é uma regra que não irá mudar para a campanha do Rio de Janeiro em 2020.

Veja como tomar a vacina da gripe em outras cidades:

Documentos para vacina da gripe Rio de Janeiro 2020

A campanha de vacinação para a gripe no Rio de Janeiro em 2020 tende a ocorrer entre o mês de abril até o mês de maio – há divisão entre as fases com os grupos prioritários, por isso se você faz parte de algum deles, é preciso se informar quando é o melhor período para ir até um posto de vacinação.

Cada grupo prioritário deve apresentar um determinado documento para que a vacina da gripe seja realizada:

  • Para pessoas com condições especiais: carteira de vacinação e documento de identificação com foto,
  • Para pessoas com doenças crônicas ou outras condições clínicas específicas: prescrição médica que defina a razão de aplicação da vacina,
  • Para gestantes ou puérperas: certidão de nascimento do bebê, cartão-gestante e documento do hospital de ocorrência do parto,
  • Para profissionais, tais como professores e trabalhadores da saúde: contracheque ou crachá,
  • Idosos: documento de identificação para comprovação da idade.

Além disso, para as pessoas que estão cadastradas no controle de doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS), é necessário se dirigir até algum dos pontos de registro para recebimento da dose sem a necessidade de prescrição médica.

Fique de olho nas possíveis atualizações destas informações para a campanha de vacinação da gripe na cidade do Rio de Janeiro de 2020.

Rafaela Trevisan Cortes

Rafaela Trevisan Cortes, jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Revoltada por natureza, vê na comunicação uma oportunidade de extravasar a sua paixão por curiosidades, arte e conhecimento.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content