Vacina da gripe São Paulo 2020: Data, local, contraindicações, documentação e mais

Conhecida por ser uma doença muito comum em todo o mundo, a gripe é conhecida por ser infecciosa e facilmente passada para quem está ao redor da pessoa infectada, sendo registrados alguns casos até mesmo em animais.

Os seus sintomas são fáceis de serem identificados: tosse constante, espirros, dores de cabeça, dores no corpo, cansaço em excesso e calafrios. Então, se está começando a sentir alguma dessas coisas com frequência, é o momento de ir até a farmácia mais próxima e começar a se medicar.

Se você quer tomar a vacina, porém não sabe onde ir na cidade de São Paulo, como funciona e informações pertinentes, veja aqui tudo isso e mais um pouco e fique bem informado.

Como funciona a vacina da gripe?

Vacina da gripe São Paulo 2020: Data, local, contraindicações, documentação e mais

Todos os anos ela é disponibilizada pelo Ministério da Saúde, por isso, é preciso ficar atento as datas de vacinação e qual é o seu grupo de risco. Ela é aplicada de um jeito simples, rápido e fácil, sem dor, inclusive!

A vacina é aplicada em crianças até idosos em diferentes etapas, desse modo, é preciso saber quais são os documentos e instruções para tomar a sua. Veja quais são os grupos prioritários que precisam tomar a vacina com prioridade:

  • Idosos com mais de 60 anos;
  • Crianças que tem entre 6 meses de idade até 6 anos incompletos;
  • Gestantes;
  • Mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias;
  • Trabalhadores da área da saúde;
  • Professores de escolas públicas e privadas;
  • Indígenas;
  • Pessoas que tem doenças crônicas e outras condições clínicas;
  • Jovens e adolescentes que tem entre 12 até 21 anos que estão sob medidas socioeducativas;
  • Cárceres;
  • Funcionários que atendem o sistema prisional.

Pessoas que tem alguma das doenças crônicas ditas abaixo também tem prioridade para receber a vacina, como:

  • Doenças respiratórias crônicas como asma, DPOC, fibrose cística e outras;
  • Doenças cardíacas crônicas como hipertensão ou insuficiência cardíaca;
  • Doenças neurológicas crônicas como AVC, paralisia cerebral e outras;
  • Doenças hepáticas crônicas como quem tem que fazer diálise ou tem síndrome nefrótica;
  • Diabetes;
  • Obesidade;
  • Imunossupressão – quem tem o sistema imunológico abalado por alguma doença ou medicamentos específicos;
  • Trissomias, quem tem síndrome de down, de klinefelter ou de wakany;
  • Pessoas que passaram por transplantes, seja de órgãos sólidos ou de medula óssea.

Quais são as datas e locais de vacinação?

Vacina da gripe São Paulo 2020: Data, local, contraindicações, documentação e mais

A campanha da vacinação geralmente acontece entre o mês de abril até o mês de maio, mas, ainda não há certeza para o ano de 2020. Geralmente é dividida entre as fases com os grupos de risco, desse modo, é importante ver em qual grupo você se encaixa.

Ela costuma acontecer entre segunda-feira até sexta-feira no horário de atendimento das UPAs ou os postinhos do SUS, por isso, vá até aquela mais perto de você. Outro ponto importante é que geralmente há um sábado específico em que alguns postos de saúde são abertos para atendimento daqueles que não conseguem ir durante a semana.

E se eu não estou no grupo prioritário?

As primeiras doses são disponíveis para as pessoas que estão dentro dos grupos prioritários, então, se você não está dentro dos grupos, é necessário comprar a sua vacina na rede privada, ela costuma custar entre 100 até 200 reais, porém, esse preço pode variar de cidade para cidade.

Vale lembrar que essa vacina que é disponibilizada na rede privada é conhecida por ser quadrivalente, protegendo de todos os tipos de influenza existentes. Em 2018 a Anvisa aprovou a versão da vacina específica para pessoas que tem mais de 65 anos, sendo que sua eficácia é maior em até 24% do que a tradicional.

Ela ainda não está disponível no ano de 2019, porém poderá estar sendo comercializada no ano de 2020.

Veja como tomar a vacina da gripe em outras cidades:

Contraindicações da vacina

Vacina da gripe São Paulo 2020: Data, local, contraindicações, documentação e mais

  • Crianças que tem menos de 6 meses;
  • Pessoas que tenham tido reação as doses anteriores;
  • Quem tem alergia a ovo de galinha e os seus derivados.

Quais documentos preciso levar?

  • Pessoas que tem condições especiais tem que levar a carteira de vacinação e documento com identificação de foto;
  • Pessoas que possuem doenças crônicas ou condições clínicas especiais precisam ter a prescrição médica, especificando porque precisam tomar essa vacina;
  • Pacientes que estão cadastrados no controle de doenças crônicas do SUS devem ir até o local de registro para receber a dose sem prescrição médica;
  • Mulheres grávidas ou que ganharam bebê recentemente tem que levar certidão de nascimento do bebê, além do cartão-gestante e o documento do hospital em que o parto aconteceu;
  • Profissionais do público como professores e trabalhadores de saúde tem que levar o contracheque ou crachá.

Marcela Mazetto

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content