Vacina da Influenza São Paulo 2020 – Datas, Locais e Quem deve tomar?

A Influenza, popularmente conhecida como gripe, é uma doença com grande incidência, principalmente na temporada de inverno. Em alguns casos, pode causar graves problemas respiratórios.

Uma das formas de evitar a doença é tomar a vacina da Influenza, que é fornecida gratuitamente pelo Ministério da Saúde. Aqui, informamos detalhes sobre a imunização e como tomar a vacina da Influenza São Paulo 2020. Confira!

Como funciona a vacina da Influenza São Paulo 2020?

A vacina é oferecida gratuitamente pelo Ministério da Saúde em parceria com o governo de São Paulo, sendo possível tomá-la em um posto de saúde ou de imunização da cidade.

Curiosamente, a vacina traz cepas (linhagens) do vírus da Influenza, que são cultivadas em ovos embrionários de galinha. Por isso, pode conter traços de proteína do ovo.

Ao ser aplicada, a vacina da Influenza estimula o organismo a criar naturalmente anticorpos para a doença, garantindo proteção contra a Influenza por aproximadamente 12 meses.

Em São Paulo, a vacina é aplicada num determinado período, chamado de campanha da vacinação contra Influenza. Inicialmente, somente um grupo deve ser imunizado. Depois, esse grupo é ampliado. Se restarem vacinas, elas são liberadas para toda a população.

Grupo prioritário

O grupo prioritário é composto por pessoas com maior risco de contrair a doença e sofrer complicações, sobretudo infecções respiratórias graves. Confira quem está neste grupo:

  • Crianças entre 6 meses e menores de 5 anos de idade;
  • Gestantes;
  • Puérperas;
  • Pessoas a partir de 60 anos;
  • Indígenas;
  • Trabalhadores da área da saúde;
  • Polícia federal, militar, civil e guarda municipal;
  • Bombeiros;
  • Funcionários dos Correios;
  • Doadores de sangue e medula óssea;
  • Trabalhadores de fóruns e tribunais de justiça;
  • Cuidadores de crianças e idosos;
  • Funcionários do ensino básico, superior e creches;
  • Trabalhadores de limpeza urbana e coletores de resíduos;
  • Cárceres;
  • Funcionários do sistema prisional;
  • Pessoas diagnosticadas com doenças crônicas;
  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que estão sob medidas socioeducativas.

Quando a campanha de vacinação atingir a metade de seu período, o grupo prioritário é ampliado e passa a abranger, também, as seguintes pessoas:

  • Qualquer um a partir de 50 anos de idade;
  • Funcionários que trabalham com transporte rodoviário, inclusive taxistas.

Quem não deve tomar?

A vacina da Influenza São Paulo 2020 possui poucas contraindicações. Abaixo, conheça as principais e saiba se seu perfil se encaixa nos casos de quem não deve se imunizar:

  • Bebês com menos de 6 meses de idade;
  • Pessoas que tiveram reação a doses tomadas anteriormente;
  • Aqueles que têm alergia a ovo de galinha.

Requisitos básicos para tomar a vacina da Influenza

Será possível se imunizar contra a Influenza se cumprir requisitos básicos estabelecidos pelo Ministério da Saúde e governo de São Paulo, como:

  • Pertencer ao grupo prioritário;
  • Não ter contraindicação à vacina;
  • Apresentar os documentos exigidos.

Documentos para tomar a vacina da Influenza São Paulo 2020

A lista de documentos solicitados para se imunizar contra a Influenza é reduzida. Veja o que deve ser apresentado no momento da vacinação:

  • Documento de identificação com foto, como o RG;
  • Carteira de vacinação, se tiver;
  • Documento que comprove a condição física (prescrição médica, por exemplo) ou profissional (holerite ou crachá de escola, funcionário público, entre outros).

Datas e locais da vacina da Influenza São Paulo 2020

A campanha de vacina da Influenza São Paulo 2020 tem início no mês de abril e vai até junho. Dependendo da quantidade de vacinas remanescentes, o governo do estado estende o período de vacinação até o início de julho.

No que se refere aos locais, a vacina é aplicada gratuitamente nos postos de saúde e centros de imunização públicos. Se preferir, existe a possibilidade de tomar a vacina em hospitais, clínicas e laboratórios particulares, só que será necessário pagar pela imunização e aplicação. Os valores variam entre as empresas.

Efeitos colaterais

A vacina da Influenza pode provocar efeitos colaterais, mas não são todas as pessoas que vivenciam esses sintomas. Entre os eventos adversos, é possível listar:

  • Dor, vermelhidão e endurecimento do local de aplicação da vacina. Tais sintomas são leves e desaparecem em 48 horas;
  • Febre, mal-estar e dor muscular. Aparecem de 6 a 12 horas após a vacinação e duram 2 dias, no máximo.

Gilmar Penter

Fotógrafo, ator e comunicador. Gil é apaixonado pelas artes e pela aventura que é a vida. Nas palavras, vê uma chance de mudar o mundo, mesmo que para isso tenha que vir até ele, afinal, passa muito mais tempo no mundo da lua.

Conheça Mais Sobre o Autor

Um comentário

  • debora marilza abbud disse:

    minha filha tem asma porem esse ano nao consigo pegar o atestado com a medica pois esta trabalhando na linha de frente mas tenho a carterimha da minha filha que toma ja a nos no publico pois anos anteriores trago o atestado como proceder esse ano

Deixe seu Comentário

WebGo Content