Vacina do Sarampo 2020 – Indicações, contraindicações e Quando Fazer

Dentre as doenças que voltaram a atingir grande parte da população brasileira mesmo estando no Calendário Nacional de Vacinação está o Sarampo. O Brasil recebeu o Certificado de Eliminação do Sarampo, emitido pela OPAS, em 2016, mas houve um surto da doença em 17 estados em 2019.

O sarampo é uma doença infecciosa grave que é causada por um vírus e pode ser fatal. A transmissão ocorre quando o doente tosse, falaespirra ou respira e a única forma de evitar essa doença é através da vacinação. Assim, o objetivo do programa Vacinação Brasil é recuperar a certificação do país como livre da doença.

Como funciona a vacina do sarampo 2020

vacina do sarampo

Por esses motivos, o Governo brasileiro insere a vacina contra o Sarampo na lista de vacinas oferecidas gratuitamente todo ano. A campanha do final de 2019 ocorre até 2020 e promete distribuir 65,4 milhões de doses. Além dos grupos prioritários tradicionais, este ano foi incluído os adultos com idade entre 50 e 59 anos.

A campanha terá cinco fases, uma cada para grupo prioritário. A meta é vacinar 2,6 milhões crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões adultos. Confira mais detalhes sobre a vacina do sarampo em 2020.

Há três tipos de vacina capazes de proteger contra o sarampo: 

  • Dupla viral: contra o vírus do sarampo e da rubéola,
  • Tríplice viral: contra o vírus do sarampo, caxumba e rubéola,
  • Tetra viral: contra o vírus do sarampo, caxumba, rubéola e varicela (catapora).

Cabe ao profissional de saúde definir a vacina mais adequada a cada pessoa em função de sua condição física e da idade.

Grupos prioritários

O grupo que foi adicionado como prioritário para 2020 são os adultos entre 50 e 59 anos. Isso por que, os nascidos em 1963 podem ter a maior chance de apresentarem o vírus do sarampo uma vez que foi o ano em que havia uma grande quantidade de vírus no ambiente.

Além disso, bebês entre 6 meses e 1 ano de idade também foram incluídos. 

São também parte dos grupos prioritário: adultos com mais de 60 anos, trabalhadores da área da saúde e educação, indígenas, pacientes com doenças crônicas não transmissíveis, carcerários e trabalhadores do sistema prisional. 

sarampo vacina 2020

Quem não deve tomar a vacina do sarampo 2020

Mulheres grávidas não devem tomar a vacina, pois o vírus, apesar de atenuado, está vivo e pode deixar o sistema imunológico delas ainda mais vulnerável e até mesmo desenvolver a doença ou outras complicações.

O ideal é que mulheres que estão planejando engravidar tome todas as doses da vacina contra o sarampo e contra outras doenças antes, podendo ser a tríplice ou a tetra viral.

Documentos para a vacinação

O principal documento que deve ser levado no dia da vacinação é a sua carteira de vacinação e um documento oficial com foto.

Algumas pessoas podem ter que levar outros documentos nesse dia, como:

  • Portadores de doenças crônicas ou de outras condições clínicas especiais precisam levar a prescrição médica com a justificativa para o recebimento da vacina.

No caso do paciente já ser cadastrado no programa de controle das doenças crônicas do SUS, ele pode receber a dose no posto onde foi feito o cadastro sem a necessidade de apresentar essa documentação.

  • Profissionais da área da educação e da saúde podem apresentar somente o crachá ou contracheque.

Datas e locais vacina do sarampo 2020

As datas das fases da campanha contra o vírus do sarampo contempladas em 2020 ainda não foram divulgadas.

Para se vacinar, basta comparecer a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima a sua residência durante o período de vacinação correspondente ao seu grupo. Além disso, o governo deve anunciar também outros postos temporários de vacinação para atender a demanda.

Por isso, fique de olho na programação para a sua cidade.

O Brasil possui o maior programa público de imunização do mundo. Para 2020, o orçamento previsto para atender o programa de vacinação e seus insumos é de R$ 4,9 bilhões. A proposta ainda precisa de aprovação do Congresso Nacional.

Patrícia Fischer

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content