Vacina DTP Tríplice Bacteriana – Para que serve? Reações, Como e Quando tomar

A vacina DTP tríplice bacteriana protege contra três doenças populares causadas por bactérias (é, ao mesmo tempo, a vacina da diferia, tétano e pertussis acelular). A imunização é feita nos primeiros meses de idade, sendo recomendada para todas as crianças até os 5 anos de idade a 6 anos e 11 meses. Adultos até os 29 anos que nunca foram vacinados ou possuem o esqueam incompleto de doses também devem tomar a vacina.

A DTP é uma vacina tetravalente, que protege contra Difteria, Tétano, Coqueluche e Meningite causada por Haemophilus.

Vacina DTP tríplice bacteriana – Para que serve?

A DTP é uma vacina tetravalente, que protege contra Difteria, Tétano, Coqueluche e Meningite causada por Haemophilus.

As doenças que ela previne são:

Difteria: doença que atinge amídalas e faringe

Doença causada pelo bacilo toxicogênico, que se aloja na faringe,laringe e amídalas. A transmissão se dá pelo contato direto com pessoas portadores da bactéria, por meio de secreções sexuais ou salivares.

Tétano: doença que atinge o cérebro

O tétano é uma doença transmissível não contagiosa que pode afetar o cérebro e provocar a morte. A transmissão se dá pelo contato por materiais contaminados com o pacilo tetânico, geralmente presentes no ferro ou ferrugem. A contaminação mais comum é por meio de lesões na mucosa ou cutâneas com materiais sujos.

De acordo com dados do Governo Federal nos últimos mais de 70% dos casos estão na faixa etária abaixo de 60 anos de idade e cerca de 20 a 30% na faixa etária de 60 anos ou mais. Em todos os casos o índice de letalidade gira em torno de 70% (considera média).

Coqueluche: danifica a tranqueia e brônquios

A coqueluche é uma doença infecciosa aguda causada pela bacteria Bordetella Perussis que se transmite por vias aéreas ou contato direto com pessoas contaminadas. Ao se infeccionar com a bactéria compromete-se o aparelho respiratório, provocando tosse seca e comprometimento das vias respiratórias, podendo levar a morte.

O cenário epidemiológico da coqueluche no Brasil teve seu pico na década de 1990, quando houve uma ampliação da cobertura da vacina. A medida que a imunização no território nacional se tornou mais comum observou-se uma diminuição de 10,6/100 mil habitantes contaminados para 0,9/100 mil habitantes. Os últimos dados divulgados, em 2010, demonstrou baixíssima infecção, num índice de 0,32/100 mil habitantes.

Meningite: doença que atinge o cérebro

A meningite é uma inflamação das meninges que pode ser provocada por vírus ou bactérias streptococcus peneumoniae (penumococo), que também pode causar pneumonia e infecções no ouvido. Em casos mais sérios, a infecção pode atingir o cérebro causando a sequelas permanentes, paralisia e até a morte.

Vacina DTP: para que serve?

  💉→ Veja como tomar a vacina tetra viral 

Quem deve tomar a vacina DTP?

Devem tomar todas as crianças até 5 anos de idade e quem faz parte do grupo de risco, no caso:

 

  • Menores de 1 ano de idade (recém-nascido);
  • Gestantes e pessoas com mais de 50 anos;
  • Profissionais de saúde;
  • Militares;
  • Policiais;
  • Profissionais de segurança e salvamento;
  • Coletores de lixo ou quem trabalho com materiais tóxicos;
  • Manicures e podólogos;
  • Profissionais que trabalham com alimentos e bebidas.

É uma vacina obrigatória para crianças menores de 1 ano de idade, sendo aplicada em 3 doses: aos 2, 4 e 6 meses de vida. Posteriormente, a vacina deve ser reforçada aos 15 meses (1 ano e 3 meses), aos 4 e 6 anos de idade.

Após o último reforço, aos 6 anos de idade, a vacina DTP deve ser tomada a cada 10 anos para aumentar a imunidade.

Doses e reforço da vacina

A Vacina DTP é feita em três doses de 0,5 ml acordo com o seguinte esquema de vacinação:

Primeiro reforço

  • Uma dose com intervalo mínimo de 6 meses após o término da vacinação básica.

Segundo Reforço

  • Uma dose entre quatro e seis anos de idade com intervalo mínomo de 6 meses a partir do primeiro reforço da vacina.

Esquema para vacina DTP atrasada

Se a criança tiver mais de quatro anos e nunca tiver tomado a primeira ou segunda dose da vacina DTP deve-se seguir as recomendações da tabela abaixo:

Doses Quem deve tomarReforço/Retorno
3 doses de Penta/Tetra Criança com mais de 7
anos de idade
Retorno após 10 anos da
última dose da vacina
Penta/Tetra com dT
(exceção para casos de
acidentes).
3 doses de Penta/TetraCriança entre 4 e 6 anos,
11 meses e 29 dias
Aplicar uma dose de
reforço com a vacina DTP e
agendar o 2º reforço com
intervalo de 6 meses
(atentar para a idade
máxima);
Agendar retorno em 10
anos (dT) a última dose de
DTP.
2 doses de Penta/Tetra Criança com 7 anos ou
mais de idade
Aplicar uma dose de vacina
Dupla Adulto (dT), com
intervalo mínimo de 30 dias
da última dose de DTP;
Agendar retorno em 10
anos (dT);
Completar o esquema de
Hepatite B.
2 doses de Penta/Tetra Criança entre 4 e 6 anos,
11 meses e 29 dias.
Criança menor de 5 anos:
aplicar a vacina Penta (3ª
dose) e agendar retorno em
6 meses para reforço com
DTP.
Agendar o 2º reforço após
6 meses do 1º reforço. Criança maior de 5 anos:
aplicar a vacina DTP (3ª
dose);
Retorno em 6 meses com
vacina DTP – 1º reforço (se
menor de 7 anos);
Agendar o 2º reforço após
6 meses do 1º reforço.
Completar esquema de
Hepatite B.
2 doses de Penta/Tetra Criança com 7 anos ou
mais de idade
Aplicar duas doses de
vacina Dupla Adulto (dT),
com intervalo mínimo de 30
dias (intervalo mínimo de
30 dias da dose de Penta);
Agendar retorno em 10
anos (dT);
Completar o esquema de
Hepatite B.
1 dose de Penta/Tetra Criança entre 4 e 6 anos,
11 meses e 29 dias.
Criança menor de 5 anos:
aplicar duas doses da
vacina Penta (2ª e 3ª dose)
e agendar retorno em 6
meses para reforço com
DTP.
Agendar o 2º reforço após
6 meses do 1º reforço. Criança maior de 5 anos:
aplicar duas doses da
vacina DTP (2ª e 3ª dose);
Retorno em 6 meses com
vacina DTP – 1º reforço (se
menor de 7 anos);
Agendar o 2º reforço após
6 meses do 1º reforço
(atentar para a idade
máxima).
Completar esquema de
Hepatite B.
1 dose de Penta/Tetra Criança com 7 anos ou
mais de idade
Aplicar três doses de
vacina Dupla Adulto (dT),
com intervalo mínimo de 30
dias;
Agendar retorno em 10
anos (dT);
Administrar o esquema de
Hepatite B.
Nenhuma dose de
Penta/Tetra
Criança entre 4 e 6 anos,
11 meses e 29 dias.
Criança menor de 5 anos:
aplicar três doses da vacina
Penta com intervalo mínimo
de 30 dias e agendar
retorno em 6 meses para
reforço com DTP.
Agendar o 2º reforço após
6 meses do 1º reforço.
Criança com mais de 5 anosCriança maior de 5 anos:
aplicar três doses da vacina
DTP;
Retorno em 6 meses com
vacina DTP – 1º reforço (se
menor de 7 anos);
Agendar o 2º reforço após
6 meses do 1º reforço
(atentar para a idade
máxima).
Administrar esquema de
Hepatite B.

Fonte: Prefeitura de Riberão Preto.

Reações da Vacina DTP – Tem efeitos colaterais?

Existem alguns efeitos colaterais que podem ser observados após a aplicação da vacina. São eles:

 

  • Dor no local da vacina;
  • Vermelhidão;
  • Febre leve;
  • Edema (acúmulo de líquido).

Essas reações adversas são bem comuns, sobretudo nos recém0nascidos. No entanto, ao aplicar a vacina DTPa (rede privada), eles podem ser amenizados ou até mesmo nem acontecer.

Raramente, a vacina ainda apresenta algumas reações mais graves, como convulsões, choque circulatório ou encefalopatia. Caso você ou a criança que tomou a vacina apresente algum desses sintomas, procure ajuda médica imediatamente. Essas reações são tratadas, porém, caso não sejam tratadas corretamente, podem ser letais.

Composição da vacina

A vacina DTP é uma associação dos toxoides diftérico e tetânico com a bactéria Bordetella pertussis inativada, tendo o hidróxido ou o fosfato de alumínio como adjuvante e o timerosal como conservante.

Onde tomar a vacina DTP em 2020

Saiba quais são os calendários com as datas das campanhas de vacinação e onde tomar na sua cidade nos links, abaixo:

Preço da vacina na rede privada

A vacina DTPw pode ser tomada em qualquer posto de saúde de sua cidade ou bairro, ou em postos de vacinação. A versão DTPa, disponibilizada pela rede privada é encontrada nas melhores clínicas e custa em média R$ 200,00 à R$ 400,00.

Independente se for tomar a vacina na rede pública ou privada, é essencial levar consigo ao menos um documento pessoal, a certidão de nascimento da criança (para caso de bebês) e a carteira de vacinação.

Diferença entre a vacina DTPa e DTPw

Existem dois tipos de vacinas da tríplice bacteriana, a DTPa e a DTPw. A primeira é oferecida na rede privada e a segunda pela rede pública.

Em termos de eficácia, ambas as vacinas são iguais, protegendo contra as mesmas doenças bacteriana. Porém, a vacina da rede privada (DTPa) oferece menos riscos as reações adversas. Isso acontece porque ela é uma vacina acelular, ou seja, não é feita de células inteiras e sim de proteínas. Saiba aqui mais detalhes sobre a vacina DTPa. 

Gilmar Penter

Fotógrafo, ator e comunicador. Gil é apaixonado pelas artes e pela aventura que é a vida. Nas palavras, vê uma chance de mudar o mundo, mesmo que para isso tenha que vir até ele, afinal, passa muito mais tempo no mundo da lua.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content