Vacina meningite 2020 – Como funciona, Contraindicações e Quando fazer

A meningite é uma doença grave que pode acometer pessoas de qualquer idade, mas tende a ser mais frequente em crianças. Trata-se do processo inflamatório das meninges, que são membranas localizadas ao redor do cérebro e medula espinhal.

A doença é provocada por vírus e bactérias e pode levar ao óbito, sobretudo em casos agudos e não tratados. Para evitar que a meningite tenha ampla incidência, o Ministério da Saúde oferece vacinas gratuitas à população. Confira, aqui, como tomar a vacina meningite 2020!

Como funciona a vacina contra meningite 2020?

vacina meningite

A vacina contra meningite é feita com sorotipos que estimulam o organismo a desenvolver, naturalmente, anticorpos contra a doença. Atualmente, a imunização é oferecida gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde), que disponibiliza quatro tipos de vacina:

  • Vacina BCG: protege contra formas graves de tuberculose e contra meningite tuberculosa,
  • Vacina Pentavalente: imuniza contra doenças causadas pelo Haemophilus influenzae sorotipo B, como a meningite. Também protege contra a coqueluche, difteria, tétano e hepatite B,
  • Vacina Meningocócica C: oferece imunização contra a meningite causada pela bactéria Neisseria meningitidis sorogrupo C,
  • Vacina Pneumocócica 10-valente: protege contra doenças provocadas pela bactéria Streptococcus pneumoniae, como a meningite.

Todas essas vacinas contra meningite são aplicadas em crianças, por serem mais suscetíveis à doença. Mas, adultos também podem tomá-las, principalmente se não foram imunizados durante a infância.

Grupo de prioridade vacina contra meningite

O grupo de prioridade é composto basicamente por bebês, crianças e adolescentes.

A seguir, apontamos qual é o público-alvo com base em cada tipo da vacina contra meningite:

  • Vacina BCG: recém-nascidos, com aplicação de preferência nas 12 primeiras horas de vida;
  • Vacina Pentavalente: esquema de três doses, que são aplicadas em bebês de 2, 4 e 6 meses de idade, ou seja, com intervalo de 60 dias entre as doses;
  • Vacina Meningocócica C: esquema de três doses, aplicadas em bebês de 3, 5 e 12 meses. Também deve ser tomada por crianças e adolescentes de 9 a 14 anos, como dose de reforço;
  • Vacina Pneumocócica 10-valente: bebês de 2, 4 e 6 meses de idade, com reforço da dose aos 12 meses.

Quem não deve tomar a vacina contra meningite

A vacina contra meningite possui contraindicações pontuais a serem levadas em consideração antes da aplicação. Abaixo, conheça quais são elas:

  • Pessoas alérgicas a qualquer componente da fórmula,
  • Idosos acima de 60 anos,
  • Gestantes.

Requisitos básicos da vacina

Quem precisa tomar a vacina contra meningite necessita atender pré-requisitos básicos estabelecidos pelo Ministério da Saúde, tais como:

  • Estar em um dos grupos de prioridade estabelecidos de acordo com o tipo de vacina contra meningite,
  • Não ter contraindicação à vacina,
  • Apresentar documentos pessoais: RG ou certidão de nascimento e carteira de vacinação.

meningite vacinação

Datas e locais de vacinação contra meningite 2020

As vacinas contra meningite não são aplicadas em campanha, ou seja, durante um período específico, mas sim durante todo o ano, para garantir que a população receba a imunização quando necessário.

Portanto, quando a pessoa a ser vacinada atingir a idade estabelecida para imunização, basta se dirigir a um posto, apresentar documentos e receber a vacina para se proteger contra a doença.

Todas as vacinas contra meningite são aplicadas gratuitamente em postos de saúde e centros de imunização do SUS. Caso tenha interesse em se vacinar em outros locais, hospitais, clínicas e laboratórios particulares também aplicam a vacina, mas essas alternativas são pagas.

No Brasil, há uma prevalência de meningite do tipo C, mas existe um outro, o tipo B. Segundo o Ministério da Saúde, dos mais de 16 mil casos registrados da doença em 2017, somente 145 foram de meningite B.

Por isso, o governo federal não oferece imunização contra meningite do tipo B. Mas, como proceder se quiser imunizar seu filho contra essa variante? Será preciso recorrer à rede particular e pagar pela vacina.

Efeitos colaterais das vacinas contra meningite

As vacinas contra meningite podem provocar efeitos colaterais específicos, normalmente com duração de 24 a 48 horas. Veja quais são eles:

  • Febre,
  • Sonolência,
  • Perda de apetite,
  • Irritabilidade,
  • Diarreia,
  • Vômitos,
  • Erupções,
  • Sensibilidade no local de aplicação,
  • Cefaleia,
  • Dor muscular e nas articulações.

A imunização é o melhor caminho para a prevenção contra doenças perigosas como a meningite! Confira ainda como acontecerá a vacinação contra o sarampo em 2020!

Patrícia Fischer

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content