Vacina Meningocócica C 2020: Como Funciona? Veja Aqui!

A meningite é uma infecção que pode ser causada por vírus ou bactérias. É uma doença grave, que provoca uma inflamação das meninges, as membranas que revestem o sistema nervoso central, podendo evoluir para um quadro de infecção generalizada. A meningite do tipo C, especificamente, é causada por uma bactéria chamada Neisseria meningitidis, popularmente conhecida como meningococo, e que pode ser fatal se não for tratada a tempo.

A meningite é mais grave em bebês e crianças pequenas e os principais sintomas são febre alta, dor de cabeça intensa, náuseas, vômitos, rigidez de nuca e, às vezes, manchas na pele. Todos os anos o Ministério da Saúde coordena uma campanha de vacinação contra a doença e, dada a sua gravidade, é importantíssimo tomar a vacina. Veja mais informações a respeito da campanha de vacinação 2020 aqui.

Quais os tipos de vacina?

Vacina Meningocócica C 2020: Como Funciona? Veja Aqui!

Existem no Brasil duas vacinas contra a meningite C disponíveis: a “meningocócica C conjugada”, oferecida gratuitamente em postos de saúde, e a “meningocócica conjugada ACWY”, disponível apenas em clínicas particulares e adquirida a um alto custo.

A principal diferença entre os dois tipos é que a vacina oferecida pelo SUS contém proteção apenas contra a bactéria Neisseria meningitidis do grupo C. Já a “meningocócica conjugada ACWY” é quadrivalente, oferecendo proteção contra os meningococos dos grupos A, W e Y, além do C.

Quando vacinar?

No Brasil, a meningite é considerada uma doença com casos esperados ao longo de todo o ano, com a ocorrência de surtos e epidemias ocasionais. Portanto, as vacinas estão disponíveis nos postos de saúde durante todo o ano.

Para que a criança possa tomar a vacina gratuita, basta levá-la ao posto de saúde mais próximo de sua residência portando os documentos de identificação da criança e do responsável.

A princípio, não há restrições para tomar a vacina, inclusive para gestantes e idosos. Porém, a aplicação da vacina é recomendada apenas com recomendação médica.

Veja também quando tomar:

Reações

Não é indicado a aplicação da vacina em pessoas com febre. Neste caso, é bom adiar a aplicação até que ocorra a melhora. Cerca de 10% das pessoas que tomam a vacina costumam ter alguma reação, que vai de dor no local da aplicação até vermelhidão, inchaço, dor ou sensibilidade no local da aplicação, além de dor de cabeça. Em bebês menores de dois anos, também podem ocorrer vômitos, diarreia, falta de apetite, sonolência e agitação.

Em casos de sintomas mais graves ou inesperados após a aplicação da vacina, notifique o serviço que fez a aplicação e leve a pessoa ao médico, sobretudo se for bebê ou criança.

Doses recomendadas

É recomendado que as crianças recebem duas doses da vacina meningocócica C 2020, uma aos três e outra aos cinco meses de vida, e uma dose de reforço aos 12 meses. Adolescentes de 11 a 14 anos devem tomar uma dose de reforço, caso já tenham se vacinado antes, ou uma dose única, se for a primeira vacinação. Já adultos devem tomar apenas uma dose, mas somente quando for recomendado por motivos específicos.

No caso da vacina meningocócica conjugada ACWY, a indicação é para doses, no primeiro ano de vida aos três, cinco e sete meses, com reforços entre 12 a 15 meses, entre 5 a 6 anos e na adolescência. Assim como a vacina tipo C, a necessidade de reforços nos adultos e idosos dependerão da situação epidemiológica.

Como prevenir?

A transmissão ocorre, sobretudo, através do contato direto com secreções respiratórias. Para prevenir a transmissão, procure manter todos os ambientes bem ventilados, e se possível, ensolarados, principalmente nas salas de aula, locais de trabalho e transporte coletivo ou locais fechados com muitas pessoas.  Lavar as mãos frequentemente com água de sabão e manter higiene rigorosa dos utensílios domésticos e manter a carteira de vacinação em dia.

Marcela Mazetto

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content