Vacinas para bebês – Quais são, Quando tomar, Reações e Muito mais!

Quando os bebês nascem eles têm o sistema imunológico muito imaturo e acabam mais expostos as doenças e vírus ao seu redor. Por isso aquele famoso ditado: “Melhor prevenir do que remediar”, é de grande valia nessa situação.

Sendo assim, é recomendado que os bebês vacinem-se desde o nascimento. Há um cronograma de vacinas feito pelo Ministério de Saúde e pela Sociedade Brasileira de Pediatria, onde contempla todas as vacinas necessárias para a segurança dos pequenos.

Existem casos de vacinas específicas conforme local onde mora, viagens ou surtos epidêmicos, mas em todos os casos devem ter orientação médica.

Calendário de vacinas para bebês e reações

Ao nascer

Vacina BCG

Prevenção das diferentes e graves formas de Tuberculose (Meningite Tuberculosa, Tuberculose Miliar ou Sistêmica).

  • Reações: possibilidade de aparecer uma feridinha no local algumas semanas depois.
  • O que fazer? Só aguardar, não arrancar a casquinha e lavar com água no banho.

Vacina Hepatite B – 1ª dose

Previne a Hepatite B que é causada por vírus podendo afetar o fígado e deve ser aplicada nas primeiras 12 horas após o nascimento.

A 2ª dose, deve ser aplicada um mês, após a 1ª dose e 3ª dose cinco meses, após a 2ª dose.

  • Reações: nessa vacina as reações são raras, mas pode acontecer de dar febre e dor no local da aplicação;
  • O que fazer? Se febre acima de 38° C, administrar antitérmico.

Aos 2 meses

 

Vacina Antipolio (Poliomielite) – 1ª dose

Prevenção da paralisia infantil.

  • Reações: geralmente inexistentes.

Vacina Rotavírus Humano – 1ª Dose

Prevenção da diarreia por rotavírus.

  • Reações: febre baixa, diarreia e vômitos de pouca intensidade, porém é rara a reação.
  • O que fazer? Se febre acima de 38° C, administrar antitérmico.

Vacina Tetravalente – 1º dose

Prevenção de difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas por Haemophilus influenzae tipo B.

  • Reações: edema temporário, vermelhidão e aumento da sensibilidade. Nessa vacina a febre ocorre na maioria das vezes.
  • O que fazer? Em caso de febre acima de 38° C, administrar antitérmico.

Vacina Pneumocócica 10 Valente – 1ª dose

Prevenção de doença invasiva pneumocócica, meningite, pneumonia e otite.

  • Reações: vermelhidão na pele, dor no local de aplicação da injeção, irritação;
  • O que fazer? Nesse caso é só aguardar passar.

Aos 3 meses

 

Vacina Meningocócica C – 1ª dose

Prevenção de Meningite meningocócica do grupo C. Deve ser feito reforço a partir de um ano de idade.

  • Reações: febre baixa e dor no local da aplicação;
  • O que fazer? Administrar antitérmico só em caso de febre acima de 38º C.

Aos 4 meses

 

Vacina Antipolio (Poliomielite) – 2ª dose

Contra paralisia infantil.

Vacina Tetravalente: 2ª dose

Vacina contra difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas por Haemophilus influenzae tipo B.

Vacina Rotavírus Humano – 2ª Dose

Vacina contra diarreia por rotavírus.

Vacina Pneumocócica 10 Valente – 2ª dose

Vacina contra doença invasiva pneumocócica, meningite, pneumonia e otite.

Aos 6 meses

 

Vacina Antipolio (Poliomielite) – 3ª dose

Contra paralisia infantil.

Vacina Tetravalente – 3ª dose

Vacina contra difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas por Haemophilus influenzae tipo B.

Aos 9 meses

 

Vacina Febre Amarela – Dose única

Prevenção da malária.

  • Reações: pode ocasionar febre baixa e dor no local;
  • Oque fazer? Administrar antitérmico só em caso de febre acima de 38º C.

Aos 12 meses

 

Vacina Hepatite A – 1ª dose

Prevenção da Hepatite do tipo A. A 2ª dose é indicada aos 18 meses.

  • Reações: dor no local e febre baixa;
  • Oque fazer? Administrar antitérmico só em caso de febre acima de 38º C.

Vacina Tríplice Viral – 1ª dose

Prevenção de sarampo, rubéola, síndrome da rubéola congênita, caxumba;

  • Reações: pode causar febre baixa;
  • O que fazer? administrar antitérmico só em caso de febre acima de 38º C.

Aos 15 meses

 

Vacina Tetravalente – 4ª dose

Vacina contra difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas por Haemophilus influenzae tipo B.

Vacina Antipolio (Poliomielite) – 4ª dose

Vacina contra paralisia infantil. Deve ser tomada a partir dos 6 meses de vida.

Previne doenças respiratórias que ocorrem no outono e inverno e também doenças causadas pelo vírus Influenza.

  • Reações: podem ocorrer febre e vermelhidão no local da aplicação;
  • O que fazer? Administrar antitérmico só em caso de febre acima de 38º C.

Quando devo procurar um médico após a vacinação?

Depois de o bebê tomar uma vacina, deve-se procurar um médico se o bebê apresentar:

  • Sinais na pele como bolinhas vermelhas ou irritação;
  • Febre acima de 39ºC;
  • Convulsões;
  • Sentir dificuldade para respirar, apresentar muita tosse ou emitir barulhos ao respirar.

Gilmar Penter

Fotógrafo, ator e comunicador. Gil é apaixonado pelas artes e pela aventura que é a vida. Nas palavras, vê uma chance de mudar o mundo, mesmo que para isso tenha que vir até ele, afinal, passa muito mais tempo no mundo da lua.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content